29 agosto 2012

Na terra do Bocage

Normalmente sou contra os graffitis. Ou porque não lhes vejo beleza, ou porque nada me dizem, ou porque vêm estragar a pintura de uma parede ou muro. Mas este, aproveitando uma casa velha, e homenageando um homem da terra - Manuel Maria de Barbosa l'Hedois du Bocage - agradou-me.

27 agosto 2012

Envernizado

A magnólia é a única das muitas árvores que me rodeiam que tem as flores tão limpas que reflectem a luz do sol como se tivessem sido envernizadas. Não me perguntem porquê...

26 agosto 2012

Sombras recortadas

As sombras, desde que não sejam no coração, fascinam-me. Se há sombra, tem que haver luz e, se for sol, melhor ainda.

21 agosto 2012

Beira mar

Agora que eu deixei de ter o mar ao "pé", é que veio o calor... Aqui está insuportável. Vou tentar refrescar-me, olhando para este mar.

19 agosto 2012

17 agosto 2012

O romantismo...

... deve andar arredio. Tanta folha num banco tão lindo de um jardim romântico!...

16 agosto 2012

Aglomerados

São dezenas de "cachos" como este. Cruas não prestam mas cozidas são uma delícia.

14 agosto 2012

Junto ao muro

Quem diria que estamos em Agosto? Por aqui todo o dia choveu, por vezes torrencialmente, e a temperatura é de uma tímida primavera. O vento soprou toda a santa tarde e agora está com rajadas tão fortes que já tive que ir, debaixo de chuva, acudir a alguns imprevistos.
 Se a mim me está a custar passar este dia, que fará a estas plantas tão lindas?! Felizmente têm protecção de vidro a norte e de muro a oeste.

12 agosto 2012

Para cima ou para baixo?


 
É melhor para baixo. Na minha idade já custa menos descer.

08 agosto 2012