27 abril 2010

De repente

Que saudades de uma sombrinha...

26 abril 2010

Pinceladas de cor

"Pelo sonho é que vamos
comovidos e mudos.
...
Chegamos? Não chegamos?
Partimos. Vamos. Somos."

O sonho de ter uma casa no campo nunca se realizou. Mas...

"Haja ou não haja frutos
Pelo sonho é que vamos."

18 abril 2010

17 de Abril

Logo de manhã, enquanto tomava o pequeno almoço, olhei para a minha agenda do escritório. Lá estava. 17 de Abril.
Tentei esquecer. Fiz montes de coisas durante o dia e fui ao jantar de aniversário do Lions Clube da Senhora da Hora. Mas o 17 de Abril não me saiu da cabeça todo o dia. Definitivamente não consigo esquecer o 17 de Abril de 1969.
Fica aqui a lembrança.

15 abril 2010

Convento de santa Clara-a-Velha

Cerca de 1286 foi fundada por D. Mor Dias uma comunidade religiosa no local onde está o Mosteiro de santa Clara a Velha.Esta comunidade foi dedicada a Santa Clara, um sinal da popularidade das ordens mendicantes (de inspiração franciscana) que na época chegavam a Portugal.

Vale a pena ler mais aqui.



13 abril 2010

11 abril 2010

Andrea Pozzo

Ir a Roma e visitar, com guia, a Chiesa del Gesù e "le camere di San Ignazio", não faz parte dos roteiros turísticos habituais. Mas o que me levou a Roma estava intimamente ligado aos Jesuítas e essa visita, guiada pelo meu sobrinho na véspera da sua ordenação diuaconal, será inesquecível.

"Durante quase dois anos, mais de 50 pessoas trabalharam no restauro dos aposentos de Santo Inácio de Loyola e do corredor contíguo. Um grupo internacional de historiadores, artistas, restauradores e artesãos colaboraram nesta complexa obra de "arqueologia urbana" e recuperaram uma parte importante da herança jesuítica. Aqui, o fundador dos Jesuítas, com uma visão do seu serviço a Deus e à Igreja, passou os últimos 12 anos da sua vida e aqui morreu em 31 de Julho de 1556.

Para nós tratou-se de uma obra de descoberta. Ao remover decorações de eras sucessivas, surgiram muitas surpresas. A abertura de portas e janelas, muradas por séculos, permitiram reconstruir os espaços originais. Mais importante, contudo, este trabalho permitiu-nos redescobrir o homem que aqui viveu. a simplicidade da sua vida, a integridade dos seus serviços e a clareza da sua visão

Esta exposição foi preparada para o Anno Ignasiano 1990-1991. Está dividida em quyatro secções: A Vida de Santo Inácio, A Roma de Santo Inácio, Os aposentos de Santo Inácio e o Corredor dedicado a Santo Inácio.

Desde o início do século XVII, estes aposentos eram lugar de peregrinação e oração. Convidamo-lo a visitar esta casa santuário para encontrar Santo Inácio, para aprender algo sobre a cidade onde se fez este trabalho e para aoreciar a exuberância impressionante do corredor que Andrea Pozzo pintou como uma espécie de hino ao homem que aqui viveu.

Este é um lugar perfeito para descobrir a graça e a glória de Deus."

Thomas M. Lucas, sj (Director do restauro)

(tradução minha de "Una guida per visitare le camere di San Ignazio")

"O corredor foira dos aposentos é uma exuberante celebfração do homem simples que aqui viveu. Coloque-se na rosa de mármore embutida no chão, bem no meio do corredor, e nessa posição deixe que o seun olhar varra o esplendor arquitectónico que Andrea Pozzo criou aqui, cerca de 1680. Senhor absoluto da perspectiva, Pozzo criou nas superfícies planas das paredes e na suave curva do tecto, a ilusão de um espaço infinito cheio de complexas formads arquitectónicas e humanas.

Vá para a extremidade do corredor e olhe à volta. verá que as vigas do tecto, aparentemente rectas, são curvas; que os querubins estão distorcidos; que a profundidade da capela ao fundo do corredor é pintada numa parede plana e inclinada. caminhando de novo para a rosa de mármore, pode observar como a arquitectura converge para o centro."

Tive a sorte de fazer uma visita guiada, a estas joias, por um futuro jesuíta que ali vive há anos.

Esta é a porta de entrada nos aposentos do Santo Inácio de Loyola.

10 abril 2010

De regresso

Sempre atenta às placas, andei muito quilómetro a pé a beber um pouco de história.
O que me levou a Roma foi a ordenação diaconal do meu sobrinho, que foi no dia 6 de Abril, mas ir a Roma na Páscoa, só se aconselha a um inimigo. As multidões são de fugir. Nem se consegue fotografar uma porta, numa terra com portas lindíssimas.