27 maio 2015

O Penedo das Pombas

A maior parte dos elementos da terceira e quarta geração subiram ao Penedo das Pombas. Ainda deu para uma boa conversa a quatro a alguns metros do chão. O meu tempo de ir lá cima já passou mas adorei ver as filhas, os netos e os sobrinhos a relembrar o tempo em que todos se juntavam na Silvã. E foi óptimo mostrar aos mais novos o penedo que fez o encanto dos pais e avós. 

26 maio 2015

E assim o tempo vai passando...

A minha mãe (a caminho dos 94), a minha tia (a caminho dos 92), eu e as minha quatro irmãs e onze dos catorze netos da minha mãe. Da geração seguinte já são 16 a caminho de 18.
Esta família maravilhosa tem uma particularidade engraçada. Das cinco irmãs, uma vive na Ponte da Barca, outra no Porto, outra em Coimbra, outra em Setúbal e outra em Faro. Tem a vantagem de controlarmos o país do Minho ao Algarve e o inconveniente de as distâncias não nos permitirem estarmos juntas as vezes que gostaríamos.

Jantar de luxo

Fez anos a minha filha do meio. Depois de um jantar com as três filhas, os três genros e os seis netos na Praia da Luz, num fim de tarde calmo e quente, frente a este mar e com este pôr do sol, não posso querer mais nada. Fiquei com a alma cheia... e o estômago também. Obrigada Patrícia e Paulo por este momento maravilhoso.

23 maio 2015

21 maio 2015

Neptuno

No dia 9 de Maio fui ao Forum da Maia à inauguração da exposição "Interfaces" da Dina Salvador. Fotografia e escultura. Uma exposição excelente com peças que me encantaram.
Com pedaços de madeira que a Dina apanha por terras do Algarve, consegue fazer maravilhas. Aqui fica o pedaço de zimbro que originou o Neptuno.Esta exposição fica patente até ao final do mês de Maio.

20 maio 2015

03 maio 2015

3 de Maio de 2015

A minha Mãe comigo ao colo. 
Já tive, assim ao colo, as minhas filhas e os meus netos.
Três gerações de mães!

02 maio 2015

Forte de Santiago da Barra

"Traçado por Filippo Terzi, o Forte de Santiago é uma edificação de planta poligonal constituída por muralhas de perfil trapezoidal, reforçadas por baluartes triangulares nos vértices voltados a terra, havendo com guaritas de planta circular nos cunhais. A entrada na fortaleza é feita por ponte larga sobre o fosso que a circunda, conduzindo a um portal de arco de volta perfeita ladeado por pilastras, encimado pelo brasão de D. João de Sousa, governador do forte em 1700, e rematado na cornija pelo escudo de Portugal. No interior do forte, ao qual se tem acesso por um corredor abobadado, pode ver-se ao fundo o edifício principal, de planta rectangular de três registos com alçado ritmado por três portais, sendo o principal enquadrado por arco de volta perfeita rematado com cartela e ladeado por colunas encimadas por balaústres em meio relevo, rematado pelo escudo real. Os portais laterais são de moldura em arco de volta perfeita sem decoração. Ao longo de toda a fachada foram abertas janelas em ambos os registos. O edifício possui ainda janelas de mansarda. A norte situa-se a Capela da Santiago, de planta longitudinal, com capela-mor rectangular e frontispício terminado em empena, com sineira à direita. Fronteiro a esta situa-se o paiol, edifício de planta quadrangular de um registo, com portal de volta perfeita encimado pelo escudo de Portugal e rematado em empena triangular. Integrada na zona sudoeste da fortaleza, situada num terraço que se forma no segundo registo, ergue-se a Torre da Roqueta, com entrada pelo adarve, através de rampa. Flanqueada exteriormente com quatro pequenas torres e rodeada por um pequeno fosso, a Roqueta possui corpo rectangular com dois registos, um terraço com adarves e as armas do rei D. Manuel esculpidas na fachada."

01 maio 2015

Biblioteca de Viana do Castelo

Numa terra com casario tão lindo e tão antigo como Viana do Castelo, há dois edifícios recentes. Um deles é a Biblioteca que, apesar de nada ter a ver com o resto do burgo, está bem integrado na paisagem. 
A Biblioteca Municipal de Viana do Castelo foi desenhada por Álvaro Siza Vieira e está localizada no extremo nascente da Praça da Liberdade, na zona ribeirinha de Viana do Castelo, em plena marginal.
O novo edifício começou a ser construído em Janeiro de 2004 e foi inaugurado em 20 de Janeiro de 2008, no âmbito das comemorações dos 750 anos de outorga do Foral a Viana.
O espólio é constituído por cerca de cem mil livros e documentos do Município de Viana do Castelo, e dividido em três fundos: o de livros de consulta livre, o de periódicos e o de colecções mais antigas, este de acesso mais limitado.

Altiva

O céu estava muito nublado, como tem estado estes dias, e a gaivota altiva está atenta parecendo esperar ver as reacções das pessoas quando a chuva começar a cair...