24 novembro 2009

Dia Nacional da Cultura Científica

Todos os anos, neste dia, o sarrabiscos homenageia Rómulo de Carvalho / António Gedeão. Ambos estiveram sempre presentes na minha vida pessoal e profissional. No ano passado foi assim. Este ano deixo aqui a Pedra Filosofal. Leiam ou cantem.
O importante é lembrarmo-nos que, neste dia, em 1906 nasceu Rómulo Vasco da Gama de Carvalho e, em sua homenagem, se comemora hoje o Dia Nacional da Cultura Científica.

Pedra Filosofal

Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso,
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos,
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

Eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho alacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que foça através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa dos ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, paço de dança,
Columbina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida.
Que sempre que o homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

21 novembro 2009

20 novembro 2009

18 novembro 2009

Podem colocar aqui as vossas cartas

As cartas e os postais, ilustrados ou dos CTT, acabaram. Na minha caixa de correio só encontro envelopes com contas para pagar, extratos bancários e convocatórias para as reuniões do condomínio. E, todas elas, escritas a computador.
Já não me lembro de receber uma carta escrita à mão. Se alguém me quiser escrever duas linhas e colocar aqui, eu fico grata. Prometo responder.

17 novembro 2009

15 novembro 2009

15 de Novembro

A minha Mãe fez hoje 88 anos.
Estiveram a almoçar em casa dela, em Coimbra, as 5 filhas, 12 dos 14 netos e 9 dos 11 bisnetos. Não conto com as caras metades daqueles que os têm.
Mas a festa não foi só para a minha Mãe. Uma das minhas sobrinhas, que mora em Faro, fez 22 anos.
Cantámos assim os parabéns a uma avó e uma neta que hoje fizeram duas lindas capicuas.

Magusto na USFE

Na Sexta-feira passada realizou-se o magusto na Universidade Sénior Florbela Espanca.
As castanhas estiveram, obviamente, no centro das mesas.

Tenho que salientar o excelente convívio entre todos (alunos, professores, amigos,...). Outra coisa não seria de esperar. Fomos tantos que ocupámos o Bar, a Biblioteca e a Sala de Desenho.

09 novembro 2009

Um fim de semana de luxo

Na sexta-feira, cumprimentei os Beatles, visitei o MUDE, dei uma volta pela capital e instalei-me em casa de uma das "meninas", que comigo entrou no Instituto de Odivelas, onde já outra tinha abancado. Serão de gargalhada.

No sábado às 9 h, as de Lisboa e arredores e eu, estávamos no Marquês para apanhar a camioneta que nos levaria ao encontro das que a vida levou para o Alentejo.
Uma viagem animada como é nosso hábito nestes encontros.
As Alentejanas receberam-nos numa festa e iniciámos o programa por elas elaborado. Magnífico. Obrigada Maria Manuel. Obrigada Fátima. Obrigada Teresa. Obrigada Luisa.
Começámos pelo Palácio D. Manuel que tem em frente um coreto lindíssimo.

Depois prestámos homenagem à Florbela Espanca que nasceu ne terra delas e morreu na minha.

Seguimos para o Convento da Graça que visitámos, apesar de ser privado. Uma das várias mordomias que as Alentejanas nos proporcionaram.

No convento da Graça (Messe de Oficiais) almoçámos lindamente e com a alegria que caracteriza este grupo espectacular.

O arranjo da mesa, feito pelas nossas Alentejanas, estava lindo. Não acham?

E, hoje, fico-me pela hora do almoço.
Continua...

06 novembro 2009

Bom fim-de -semana

Vou tomar um cafezinho à Praça do Giraldo.
Até para a semana e divirtam-se que é o que tenciono fazer.

04 novembro 2009

Rio Cávado

O rio Cávado é um rio do norte de Portugal que nasce na Serra do Larouco, a uma altitude de cerca de 1520 m, passa perto de Braga, Barcelos e desagua no Oceano Atlântico junto a Esposende, após um percurso de 135 km.
Entre Esposende e Fão passa por baixo desta linda ponte.