16 julho 2009

Pórtico Manuelino da Quinta da Conceição

Um grande grupo de alunos da USFE, teve ontem uma visita guiada à Quinta da Conceição. O guia não podia ser melhor - o Professor Joel Cleto. Lá estive e agora o meu olhar sobre aquele lindo espaço passa a ser outro.


"A origem daquele que é actualmente o principal parque público municipal de Matosinhos remonta à instalação neste local, em 1481, do Convento de Nossa Senhora da Conceição da Ordem de S. Francisco. Instalados primitivamente, desde 1392, no Oratório de S. Clemente das Penhas (junto à actual Capela da Boa Nova), “numa marinha agreste: o mais inculto, desabrido e estéril [sítio]” conforme relatava em 1666 Fr. Manoel da Esperança. A natureza agreste do sítio levou, alguma décadas mais tarde, a que se procurasse transferir o cenóbio para um local mais ameno tendo sido escolhido a antiga “Quinta da Granja”.
Do primitivo convento já pouco resta. Vendido em hasta pública após a extinção em 1834 das ordens religiosos todo o vasto património que albergava foi desaparecendo. Actualmente ainda é visível o antigo claustro do convento, alguns chafarizes monumentais e a capela de S. Francisco, onde se encontram sepultado Frei João da Póvoa, antigo confessor do rei D. João II e principal impulsionador da construção do novo convento. Mas a peça mais emblemática é o magnífico portal de estilo manuelino que pertenceu à igreja do convento e que, após em meados do séc. XIX ter sido transferida para uma quinta particular em Vila Nova de Gaia, foi posteriormente devolvida à sua localização original.
Já no séc. XX a Quinta da Conceição, que confinava com as margens do rio Leça, entra na posse da Administração dos Portos de Douro e Leixões com vista à construção da doca nº2 do Porto de Leixões. Em 1956 a restante propriedade é arrendada pela Comissão de Turismo da Câmara Municipal de Matosinhos para a criação do “Parque da Vila”, sofrendo durante a década de 60 importantes melhoramentos coordenados pelo Arq. Fernando Távora onde se destaca o campo de ténis e a piscina (da autoria do Arq. Siza Vieira)."

(http://cmmatosinhos.wiremaze.com/PageGen.aspx?WMCM_PaginaId=11500)

8 comentários:

Gaivota Maria disse...

Pena não vos ter podido acompanhar! Ficará para outra ocasião.

heretico disse...

filigranas... do norte.

gosto muito.

beijo

Tinta Azul disse...

Querida Gracinha,
As tuas fotografias são sempre um primor assim como a informação que prestas sobre coisas que não conheço.

Espero começar a ter mais tempo para vir aqui com a normalidade que costumava.

Um beijinho muito muito grande.

Graça Pimentel disse...

Gaivota Maria
Para o ano, já a caminhar normalmente, não vais perder nada do Julho cultural da USFE.
Foi tudo espectacular.

Beijinhos

Graça Pimentel disse...

heretico´
Não se pode deixar de gostar. É lindo!

beijo

Graça Pimentel disse...

Tinta Azul
Este ano é para esquecer. Tenho esperança que para o ano te deixes de "fazer flores", vivas mais a tua vida e tenhas tempo para os amigos.

Beijinho amigo de saudade

WOLKENGEDANKEN disse...

Adoro os "monstroinhos" do gótico. E a impressao que devem de ter feito as pessoas da epoca ....... E tambem sei que nao é facil tirar boas fotos deles. As tuas sao impecaveis :))

Graça Pimentel disse...

wolkendedanken
Obrigada. Conhecer a história desta Quinta e deste pórtico é uma delícia.

beijinho