04 setembro 2010

Fulereno descoberto há 25 anos

O fulereno (futeboleno para os amigos) faz hoje 25 anos, segundo indicação do Google.

“Até 1985, somente a grafite, o diamante e o carvão eram conhecidos como formas alotrópicas do carbono (alotropia é o fenômeno que ocorre quando um elemento químico forma duas ou mais substâncias simples diferentes). No entanto, em Setembro deste mesmo ano, um grupo de cientistas liderados por H. W. Kroto e R. E. Smalley lançaram laser em grafite a mais de 104 °C e verificaram em espectrometria de massa que o produto continha uma série de moléculas com número de átomos de carbono de 44 a 90. A concentração de moléculas variava, mas a de 60 carbonos era a de maior destaque.
Este experimento mostrou a descoberta da nova forma alotrópica do carbono. Graças a este experimento, em 1996 Kroto, Smalley e Curl ganharam o prêmio Nobel de química.
Em 1990, Wofgang Kratschmer, Nonal Huffman e outros, descreveram a primeira síntese e o isolamento do C60. "


Ler mais aqui

6 comentários:

Gaivota Maria disse...

És capaz de explicar o que é isto como se fosses dar uma aula aos alunos? Ainda fiquei mais confusa com a tua explicação

Rafeiro Perfumado disse...

Não é propriamente uma ocasião que justifique soprar as velas... ;)

Beijocas!

heretico disse...

aprender, aprender, aprender sempre!

beijos

Graça Pimentel disse...

Gaivota Maria
Andei tão atrapalhada que nunca mais aqui vim. Depois esplico-te o que é o fulereno...

beijinhos

Graça Pimentel disse...

Rafeiro
Andei décadas a dar Química por este país de Deus e o fulereno andou muitas vezes comigo...

beijo

Graça Pimentel disse...

heretico
Se as pessoas quiserem andam mesmo sempre a aprender. Isso é óptimo...

beijo