16 outubro 2010

Rosa rubra e apetecida

Chamo-te rosa rubra e apetecida...

... pela glória abençoada que me trazes
quando te juntas em beijos aos meus lábios...
... e num hino de ventura te transformas
na carícia desse gosto que se fez assim tão meu...

Rosa rubra... rosa apetecida...

... que me invades a alma de mansinho
e tomas a minha carne para ti...

--- na certeza mais certa que tens há muito
desse gozo amaciado que me dás
por me saber de ti assim tão querido...

...de me querer assim amante... assim tão teu...

... Que te não conheço nome algum!...
nem forma que te desenhe definida...
nem cores... nem adornos... nem roupagem...

... nem vislumbres
que os meus olhos possam ver...

... que te não extingues
no recreio de um momento...

... e te guardo no seio mais secreto do meu peito
como aquela saber lascivo... embriagado...
que o sangue em rebeldia deixa sempre
quando o provamos por raiva ou por prazer...

Por isso te chamo apenas Poesia...

Seiva da minha vida...

Essência mais íntima de mim...

Reduto último... meu altar eleito...
por onde me liberto inconfessado e refugio...

... por onde a Arte se esconde e se confia
às mais divinas profundezas
da raiz do pensamento...

... e que não se esgota nunca!...
nunca tem um fim...

Arnaldo Silva

Ontem à noite houve uma festa linda no Salão Nobre da Câmara Municipal de Matosinhos.
O Nónó lançou três novos livros de poesia - "...na lingua dos lábios", "No sabor da Pena... e do Prazer" e "Túnicas de nudez", com prefácios de, respectivamente, Dr. Fernando Norton de Matos, Dr. Daniel Serrão e Dr. Silva Peneda. O primeiro, que vem com um CD e um DVD, é um livro de poesia raro. É um único poema de amor, lindo como tudo o que o Nónó faz, em que dialogam um homem e uma mulher.
Apresentou o autor e os livros a Dra. Conceição Pires.

Aquele miúdo, o Nónó, que eu conheci tornou-se num Homem com um coração enorme e lindo, vestido de afectos.Tenho a sorte o ter como um grande amigo.
Na véspera deste lançamento, recostei-me no sofá, coloquei o CD e fiquei a ler e ouvir, pelas vozes do Nónó e da Susana Guimarães, ... na língua dos lábios. Um momento da minha vida que valeu a pena ter vivido.

Obrigada, Nónó, por mais este bocadinho de vida.

2 comentários:

Gaivota Maria disse...

Gostaria imenso de ter ido, como imaginas. No regresso da sede vi que estava muita gente. Parabéns por teres um amigo assim. Beijinho

Graça Pimentel disse...

Isabel
Foi uma festa linda. No final o Nónó falou-me da sessão para o Clube. Temos de começar já a tratar disso.
Depois telefono-te

Beijinho e as melhoras