18 junho 2012

Pedro e Inês

Pedro e Inês passearam-se na Fonte dos Amores...
... e na Fonte das Lágrimas.

"Estavas, linda Inês, posta em sossego...
Nos saudosos campos do Mondego...
Aos montes ensinando e às ervinhas
O nome que no peito escrito tinhas"
(Camões)

6 comentários:

Gaivota Maria disse...

"Pedro, lembrando Inês", de Nuno Júdice



Em que pensar, agora, senão em ti? Tu, que
me esvaziaste de coisas incertas, e trouxeste a
manhã da minha noite. É verdade que te podia
dizer: «Como é mais fácil deixar que as coisas
não mudem, sermos o que sempre fomos, mudarmos
apenas dentro de nós próprios?» Mas ensinaste-me
a sermos dois; e a ser contigo aquilo que sou,
até sermos um apenas no amor que nos une,
contra a solidão que nos divide. Mas é isto o amor:
ver-te mesmo quando te não vejo, ouvir a tua
voz que abre as fontes de todos os rios, mesmo
esse que mal corria quando por ele passámos,
subindo a margem em que descobri o sentido
de irmos contra o tempo, para ganhar o tempo
que o tempo nos rouba. Como gosto, meu amor,
de chegar antes de ti para te ver chegar: com
a surpresa dos teus cabelos, e o teu rosto de água
fresca que eu bebo, com esta sede que não passa. Tu:
a primavera luminosa da minha expectativa,
a mais certa certeza de que gosto de ti, como
gostas de mim, até ao fim do mundo que me deste.

Graça Pimentel disse...

Não conhecia e achei lindo.

Beijo

mfc disse...

Um local a precisar de uma revisitação urgente!
E foste ali mesmo ao lado ver o museu ao ar livre de Sta. Clara a Nova?!
Beijinhos,

Graça Pimentel disse...

Manel, conta-me lá isso melhor. Há um museu em Santa Clara? Só conheço o Mosteiro de Santa Clara.
Tenho que saber o que é para visitar.

Beijo

Manuel Luis disse...

Nasci aqui perto mas levaram-me para Angola, quando retornei, foi dos primeiros locais a visitar. Algumas visitas deixam marcas que acompanham alguma degradação.
Volte e explore melhor, vai ficar surpreendida.

Graça Pimentel disse...

Manuel Luis
Apesar de ter nascido no Porto, vivi muitos anos em Coimbra onde os meus Pais foram médicos sempre. A minha mãe ainda lá mora bem como uma das minhas irmãs. Aliás foi lá que fiz os preparatórios de Engenharia. Depois tive que sair porque só havia Engenharia na FEUP e no IST. Vou muito a Coimbra e é uma terra de que gosto muito. Tem muita coisa bonita e outra tanta feia...

Um abraço