18 fevereiro 2011

Insónia

Nesta insónia (des)preocupada lembrei-me da minha avó, talvez porque ainda ontem falei nela.
Esta lareira de granito, vigiada pelo S. Pedro, é da casa que foi dela e que hoje é da minha mãe.

4 comentários:

Gaivota Maria disse...

Falta-me a lareira e as minhas insónias são como tu sabes. Mas a lareira é linda

Graça Pimentel disse...

Gaivota Maria
A lareira é linda mas a minha avó era muito, muito mais...

beijinhos

mfc disse...

Tudo nos lembra os tempos bons que ali passamos!

Graça Pimentel disse...

mfc
Os bons tempos do passado acompanha-nos sempre. E sabe bem lembrá-los.

beijo