08 dezembro 2011

 
A Igreja de Santa Eulália do Mosteiro de Arnoso é uma igreja de Vila Nova de Famalicão. O templo original foi fundado no século VII o que tudo indica, por S. Frutuoso, Bispo de Braga e de Dume, em 642 d.C. e destruído pelos mouros no século XI. Foi posteriormente reconstruído por iniciativa de D. Garcia (1042-1090), rei da Galiza, filiando-se ao movimento arquitectónico românico.

Esta igreja foi classificada como Monumento Nacional, através do Decreto Nº. 28536 de 1938, sendo um dos mais valiosos exemplares de arquitectura românica do concelho. No adro da igreja encontram-se duas sepulturas medievais, cavadas em blocos de granito, que são memórias da já confirmada antiguidade do povoamento.

A igreja possui planta longitudinal formada por nave com arcos cegos adoçados às paredes laterais e capela-mor de dois tramos coberta por abóbada cilíndrica. A fachada principal tem portal de tímpano vazado em cruz com arquivoltas de arco redondo e capitéis profusamente decorados com elementos geométricos, entrelaçados e zoomórficos. O portal principal tem os capitéis decorados com curiosas figuras, como quadrúpedes de dois corpos com uma só cabeça e um arco com figuras de quadrúpedes, aves, um cavalo, uma cabeça humana e uma ave com peixe no bico. No interior é de destacar a presença de pinturas a fresco quinhentistas com episódios da vida de Nossa Senhora.

2 comentários:

mfc disse...

...de uma simplicidade que enternece!

Graça Pimentel disse...

Pena que nunca a tenha encontrado aberta.

beijo