04 julho 2015

Decomposição da luz

Ontem fomos ao Teatro Nacional de S. João ver "Pocilga" de Pier Paolo Pasolini. Como sempre vamos com tempo para tomar um café neste maravilhoso teatro. Quando tomava o café reparei no arco íris que o candeeiro fazia projectar na parede e não resisti a registar. Uma maravilha projectada noutra maravilha.



2 comentários:

Mona Lisa disse...

...resultando numa maravilhosa e rara foto.


P.S. O meu fazia os poemas dele baseados nos autores portugueses.

Eram trabalhos morosos . Publiquei bastantes. Eram posts enormes.

Para descansar pedia-me fotos e fazia-lhes poemas. Fez também acrósticos que publiquei no 1-0 dia de cada mês, durante 4 anos.Já me restam poucos.

Beijinhos.

Graça Pimentel disse...

Mona Lisa
O teu pai devia ocupar o seu tempo todo com a "escrita". Ainda me lembro de ver os acrósticos e já me habituei a vir ver no primeiro dia do mês, os escritos do pai. Mantém-se presente para ti e para quem tem a sorte de o poder ler.

beijinho