15 julho 2015

O jardim do ciclo da água

Da chuva ao arroio, ao ribeiro, ao rio, ao mar e, posteriormente, de volta à chuva, é um ciclo constante que controla, forma, cria e mantém a vida neste frágil planeta. 
A acção gravitacional da nossa vizinha lua actua para nos dar as marés, sem as quais de certeza nunca teríamos visto a vida como a conhecemos hoje. 
Por sua vez, o sol vaporiza a água dos nossos oceanos, criando assim a precipitação que alimenta o ‘Jardim’ que é o nosso planeta. 
A forma da Terra representa o crescimento das plantas e, enquanto a chuva cai, o sol brilha e cria os arcos-íris que nos lembram a beleza do nosso mundo natural. 
Tudo isto é representado neste jardim do ciclo sem fim – O Ciclo da Água –, interminável, através dos quatro elementos principais: a Escultura da Lua, o Elemento Sol, a Forma da Terra e as Cadeias de Gotas de Chuva.

2 comentários:

Mona Lisa disse...

Belíssimas fotos , soberbamente legendadas.

Beijinhos.

Graça Pimentel disse...

Mona Lisa
O texto é do livro do Festival de Jardins que todos os anos compro. Não é mérito meu.
Só as fotografias são da minha inteira responsabilidade.

beijinho