11 janeiro 2008

Há sempre quem tenha razões para dizer VIVA!

Um menino regressa da escola cansado e faminto e pergunta à mãe:
- Mãe, que há para comer?
- Nada, meu filho.
O menino olha para o papagaio, que têm na gaiola, e pergunta:
- Mãe, porque não faz arroz de papagaio?
- Porque não há arroz.
- E papagaio no forno?
- Não há gás.
- E papagaio no grelhador eléctrico?
- Não há electricidade.

- E papagaio frito, mãe?
- Não há azeite, meu filho.
E o papagaio, feliz, gritou:
- Viva o Sócrates!!! Viva o Sócrates!!!

4 comentários:

São disse...

Venho aqui pela primeira vez, colega, porque vi na Ka que o seu neto Lourenço apressou um pouco a sua entrada na terra : com o amor da família, com os cuidados médicos, o nosso apoio e a vontade do Grande Espírito ele ficará por cá, sim!!
O meu abraço solidário.

GP disse...

Obrigada, são, pelas tuas palavras. Felizmente estamos na "rampa de lançamento" para ir para casa.

Um beijo amigo

MP disse...

Esse "Viva" é um auto-elogio do papagaio!

:)

GP disse...

O papagaio faz parte dos Joes deste país...