18 maio 2008

Museu do Oriente

Na sexta-feira, dia 9, visitei o Museu do Oriente. Devo reconhecer que o Oriente não me fascina mas aproveitei uma ida a Lisboa para ver a exposição.
Pouparam demasiado na luz e nas palavras. As indicações eram poucas e essas poucas estavam em letra tão pequena que, naquela escuridão, se tornavam praticamente ilegíveis. Lamentável.


10 comentários:

Tinta Azul disse...

Tudo ao contrário das tuas fotografias. Lindas mesmo.

:)
Beijinho enorme.

um Ar de disse...

Realmente, as peças são o que são, lindíssimas [dentro do género...] e tens razão: não andam à procura da luz.

E, como vês, não a têm, bem podiam procurá-la...
:)

[Beijo de podia ser tudo mais claro...]

Anónimo disse...

Olá.Cheguei da minha voltinha por TOMAR e CONSTÂNCIA.É sempre bom rever estes lugares.Ainda não fui ao M. do ORIENTE,conhecia bem o outro.Recebo as revistas da F.ORIENTE ,que são belíssimas.Eu adoro o ORIENTE,havemos de falar sobre isso e de candeeiros também(Tenho vários feitos por desenhos nossos)e imensas fotografias que tiro por onde ando.Espero para a semana marcar o nosso encontro.


um abraço do vento

mdsol disse...

linda gp

a falta d eluz... não é agradável não. Mas valem as fotografias, mesmo bonitas!
beijinho

GP disse...

tinta_azul
Realmente eles é que precisavam de andar à procura de candeeiros. Na exposição a escuridão é mesmo incomodativa.

Beijinho

GP disse...

um ar de...
E não viste nada. Tenho fotografias em que não se consegue ver nada.

Beijinho

GP disse...

Vento
Espero que a viagem tenha sido óptima. Os lugares visitados prestavam-se a isso.
Fico à espera da marcação do encontro. Poremos esses e outros assuntos em dia...

Beijo

lgbolhares disse...

Não conheço... mas, pelas fotos, parece-me merecer uma visita.

Beijinho

GP disse...

mariadosol
As fotografias tiveram que ser clareadas no computador. A escuridão era total.

beijo

GP disse...

lb
Apesar das condições menos boas, merece uma visita.

beijinho