11 junho 2008

8 & 80

Antes do 25 de Abril, as manifestações, nem que fossem por paralisação, não eram permitidas. Dizem que era o tempo do obscurantismo.
Hoje, não só são permitidas, como os “piquês”, como eles dizem, não dão a liberdade a ninguém de não aderir à paralisação.
E ainda dizem que o 25 de Abril nos trouxe a liberdade. No meu conceito de liberdade, qualquer camionista deveria ter o direito de parar, ou não, o seu camião.
Nem oito nem oitenta!
“Oh pá! Quando eles vêm, a gente faz o que nos vem à cabeça.” – dizia um camionista a uma estação de televisão. Pena que não venha à cabeça do Governo mandar acabar com esta pouca-vergonha.
“A malta só atirou pedras porque a Polícia não avisou que era um transporte de medicamentos.” – dizia outro. Com jeitinho ainda culpam a Polícia de ter pegado fogo aos camiões que arderam…
É que os órgãos de comunicação social resolveram fazer destes selvagens, estrelas. Estão bem uns para os outros.
Perante tudo isto o nosso Primeiro continua caladinho e já a preparar as cedências, que ele se recusará a chamar cedências, a estes cavalheiros, sem ofensa para os cavalheiros.
É o país que temos…

4 comentários:

mdsol disse...

gp

é triste, mas, entre outras coisas politicamente graves e socialmente muito preocupantes ainda temos de apanhar com banhos da mais pura boçalidade!

Beijinhos mazé para ti e para o steus príncipes e princesas!

vendaval com poesias disse...

Aqui no Brasil as coisas são bem piores, infelizmente.

abraço grande,


(adorei ver as fotos abaixo do Lourenço)

GP disse...

Obrigada, mdsol, pelos beijos aos meus príncipes e a minha princesa (princesa é mesmo só uma...)
Quanto aos banhos de buçalidade temos mesmo que aguentar.

Beijinho

GP disse...

vendaval com poesia
Pior do que isto é dificil de imaginar...

Beijinho e bom fim de semana