17 setembro 2008

16 de Setembro de 2008

Há datas marcantes na vida de qualquer um de nós.
Hoje tenho mais uma a somar a tantas outras - 16 de Setembro de 2008.

Tenho na minha mão a cópia do ofício que seguiu ontem para a Caixa Geral de Aposentações e que diz:
"A pedido da subscritora acima referenciada, somos a enviar requerimento de aposentação."

Se algum dos visitantes trabalhar na CGA ou tiver um marido, uma mulher, um pai, uma mãe, um tio, um filho, um cunhado, um primo, um amigo, um conhecido ou mesmo um desconhecido que lá trabalhe, agradeço que me contacte por mail. Eu enviarei os dados necessários para que o meu processo não repouse, ou se perca, numa qualquer gaveta ou secretária daquela instituição.
Não é por mim (ihihih) mas pelo(a) professor(a) que deixará de estar no desemprego até que o meu requerimento seja deferido.

Hoje, por acaso, peguei num livro de poemas de Adélia Prado e abri ao acaso no poema:

Exausto

Eu quero uma licença de dormir,
perdão p’ra descansar horas a fio,
sem ao menos sonhar
a leve palha de um pequeno sonho.
Quero o que antes da vida
foi o profundo sono das espécies,
a graça de um estado.
Semente.
Muito mais que raízes.

8 comentários:

mfc disse...

O empenho de se ser verdadeira.

Graça Pimentel disse...

O mais possivel, mfc.
Agora é a espera...

Gaivota Maria disse...

Deus vai abençoar-te e libertar-te depressa da Lurdinhas. Beijo

mdsol disse...

linda gp
nem tenho muitas palavras. percebo o que te levou a essa exaustão. eu se pudesse fazia o mesmo. resta-me esperar que a tua espera seja pequenina.
beijinho
:))

um Ar de disse...

A minha espera é outra...
Também gostava de ter uma vida.
Espero, mesmo, que a tua recomece rapidamente.
[Beijo]

Graça Pimentel disse...

gaivota maria
Deus te ouça...

Beijo

Graça Pimentel disse...

mdsol
A paciência tem limites e a minha esgotou. Este início de ano lectivo, na minha escola, é de "meter nojo". Tudo a propor "lindos" para a avaliação mas as aulas continuarão exactamente na mesma. Continua tudo a fazer que faz sem fazer... Não há pachorra!
Oxalá a espera seja mesmo pequenina...

Beijo amigo

Graça Pimentel disse...

um ar de...
Desejo mesmo começar a viver rapidamente. Diria mais. Mereço...

Um beijo grande