25 junho 2007

Borboleta verde

Borboleta verde,
aqui não há flores.
- Procuras nas pedras
jardins interiores?

Borboleta verde,
aqui não há zumbidos.
- Procuras nas pedras
perfumes dormidos?

Borboleta verde,
aqui só há calçadas.
- Procuras nas pedras
as flores geladas?

Borboleta verde
chama quase morta.
- Também eu, também,
aos tombos nas pedras,
não encontro a Porta.

Gomes Ferreira

6 comentários:

Gi disse...

Desconhecia por completo este poema delicioso.
Já ganhei o dia.

Um beijo

GP disse...

Fico contente, gi.

Um beijo

LB disse...

Estou com a Gi, também desconhecia. Mas lá que é belo, lá isso é!

Beijinho

GP disse...

lb
Todos aprendemos qualquer coisa quando visitamos as "casas" uns dos outros. É uma das coisas boas dos blogues. Eu die-te a borboleta verde, tu deste-me o mar...

Beijinhos

António disse...

Bonito poema!

GP disse...

antónio
Gosto mais do outro, apesar de achar este lindíssimo.