17 dezembro 2008

Um dia no Instituto de Odivelas

Já não entrava no Instituto de Odivelas há décadas. Na sexta-feira, dia 12, entrei de novo neste convento onde estudei dos 10 aos 15 anos, em regime de internato.
O dia começou com chuva mas acabou por se compor, apesar do frio.
Tudo começou no Largo está que diferente mas onde surge o edifício que está na mesma.

As "meninas de Odivelas" que entraram naquela instituição em 1958, juntaram-se no Claustro Principal. Tudo na mesma, incluindo a torre.

Visitámos tudo. As salas de aula, os laboratórios, os balneários, as camaratas, a cantina, os quartos das vigilantes, a piscina (único local onde o progresso chegou e de que maneira!...)... Tudo mesmo.
Também fomos ao Claustro da Moura.

Foi um reencontro emocinante. A maioria de nós não se via desde que deixou o Instituto de Odivelas. Curioso que depois de nos "reconhecermos", a sensação foi a de amigas que não se vêm há meia dúzia de meses. Um dia que valeu mesmo a pena ser vivido.

Aqui deixo um pouco da beleza (um pouco abandonada, diga-se) daquele convento.

6 comentários:

mdsol disse...

Tive essa experiência (semelhante pelo menos) há dois anos... Não via algumas colegas há 37 anos...Também internas... também dos 10 aos 15 (mas bem mais para norte onde o frio nos gelava corpo e alma internados naquelas paredes)!
Espero que tenha sido muito bom para ti. Reconheçi a sensação de...depois de reconhecidas... até parece que nos tinhamos separado na véspera...
:)))

Graça Pimentel disse...

mdsol
É mesmo uma sensação estranhíssima. Parece que não nos víamos há um mês.
Foi um dia inteiro que passámos juntas e foi um turbilhão de emoções. Adorei e agora já podemos manter contacto.

Anónimo disse...

Que bonito é o convento!Belas fotografias.

um abraço bem quentinho do


vento

Graça Pimentel disse...

vento
O convento é mesmo lindo.
O abraço quentinho soube-me pela vida...

beijinho

Anónimo disse...

Olá!
Eu neste momento sou aluna do Instituto de Odivelas!!! Sou do 6º ano e sou interna, parabéns às que andaram cá e felicidades!

Graça Pimentel disse...

Olá Anónima
Vê bem é a vida. com a tua idade eu já aí estava interna. E, como era do Porto, só vinha a casa nas férias. Eu era a 337, agora já não há o meu número.
Que tudo te corra bem aí.

Beijinho e bom trabalho