12 maio 2009

Alfândega Velha


Depois de visitarmos a Bolsa e a Igreja de S. Francisco, obviamente descemos para a Rbeira. No caminho, não podíamos deixar de parar na Casa do Infante. Um edifício que está lindo e, nestes dias com uma exposição de fotografias do Porto bem interessantes.
"...
A classificação da Casa do Infante como monumento nacional dá-se em 1924. No final dos anos 50. O edifício, cujo corpo posterior se encontrava arrendado voltou para a posse do Estado e da Autarquia. Entre 1958-1960 sofreu um profundo restauro, orientado pela Direcção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, sob direcção do arquitecto Rogério de Azevedo. Desde então funcionam aí os serviços do Arquivo Municipal, que promoveu um projecto de estudo e de remodelação profunda do edifício. As pesquisas levaram à descoberta de um importante palácio romano e ao melhor conhecimento dos antigos edifícios da Coroa, desde o século XIV à actualidade. A importância dos achados determinou a criação de um Museu de sítio que funciona a par do Arquivo, tal como um pequeno Posto de Turismo. O projecto de Arquitectura para a remodelação do Arquivo e valorização do Monumento Nacional é da autoria do arquitecto Nuno Tasso de Sousa." (texto retirado da internet)

5 comentários:

heretico disse...

muito bem. gostei de saber...

beijo

caruma disse...

Aconteceu que vim da Holanda para o Porto quase de seguida. E não entendo por que a luz de Rembrandt não foi nunca captada por nenhum Pintor português, nesse extraordinário "Porto Sentido" deste Douro... Ficou-me, em contrapartida, a violenta angulação (desfeita em doçura e som) da Casa da Música - concebida por um holandês, que incrível !Que extraordinário concerto de fim de tarde, os verdes ondulados no vidro Modernista de Luis de Freitas Branco e Heitor Villalobos, depois contido naquela pérola do Eduardo Carrapatoso ! Sarrabiscos - que magnífica presença nos "impuseste" do teu Porto !!!

Graça Pimentel disse...

heretico
Um aproveitamento magnífico de um espaço histórico. A não perder.

beijo

Graça Pimentel disse...

caruma
E dizem os lisboetas que a luz de Lisboa é extraordinária. O "Porto Sentido" é de uma beleza rara...
Quanto ao concerto, não diria melhor que tu. Se "melhorasse estragava"...
Orgulho-me de vos ter "imposto" o mau berço...

Beijinho

Graça Pimentel disse...

caruma
Claro que não é "mau"... é "meu"
Dislexia nos dedos...

Beijinho