24 agosto 2015

Igreja Matriz de Santa Marinha de Trevões

A Igreja Matriz de Santa Marinha de Trevões possui uma fundação medieval indubitável, tanto mais que, quando foi demolida a velha torre sineira, no século XVIII, foram encontradas pedras sigladas e com inscrições, incorporadas na nova estrutura, e há referência de sepulturas cavadas no adro. Do primitivo edifício, construído entre os séculos XII e XIII, resta parte de uma pilastra com friso entrelaçado e arranque de arco, junto ao altar do Espírito Santo, e uma pequena pia de água, colocada na entrada da igreja. A restante obra pensamos ter sido executada por volta dos séculos XV e XVI. O edifício, em excelente estado de conservação, apresenta uma fachada austera, onde se rasga grande portal de arco apontado, sobrepujado por janelão de traça setecentista. Ladeia a fachada imponente torre sineira, mandada construir em 1775. 
O interior da igreja, de nave única, tem piso lajeado com tampas sepulcrais e tecto revestido a caixotões ornados por volutas e anjos. Sobre a entrada ergue-se o coro alto, construído em 1857, assente em colunas de pedra. Junto à entrada, encontra-se a pia baptismal de granito, decorada por gomos, datada dos séculos XV/XVI.
A capela-mor, com tecto forrado a caixotões de madeira, pintados com motivos vegetalistas coroados pelo brasão episcopal, tem retábulo de talha dourada de estilo nacional.
Na parede atrás do retábulo-mor foram recentemente postos a descoberto dois painéis de pinturas a fresco, datadas do século XVI.

A igreja está classificada como Monumento Nacional desde 1921

4 comentários:

Mona Lisa disse...

Magnífico interior, mesmo não sendo o meu estilo preferido.

Beijinhos.

Graça Pimentel disse...

Naquela terrinha, nos confins do Douro, conseguiu-se não estragar uma pérola como esta. Por trás do altar mor podem ver-se o frescos do século XIII. E o carinho que aquela gente com a sua Igreja Matriz é delicioso. Fiquei encantada.

beijinhos e bom fim de semana

mfc disse...

Pois... terei que ir ver esta preciosidade e foram as tuas fotos que me trouxeram esta preciosidade.
Beijos.

Graça Pimentel disse...

mfc
Que surpresa! Que comentário tão desejado! Bem vindo ao teu blog. No fim do dia 28 de Agosto não esperava esta alegria.
Quanto a esta preciosidade, foi para mim uma descoberta deliciosa.Uma terrinha com tanta coisa linda e com esta maravilha de Igreja!

beijinho