05 outubro 2007

5 de Outubro

Cândido dos Reis, próximo da Carbonária, foi, como almirante republicano, o estratega militar do 5 de Outubro. Suicidou-se na madrugada do dia 4, pensando que a revolução abortara.
Na madrugada do dia 5 de Outubro, Paiva Couceiro leva as suas tropas para o Jardim de Torel.
Na manhã do dia 5 de Outubro de 1910, José Relvas proclamou, da varanda da Câmara Municipal de Lisboa, a República em Portugal. D. Manuel II e a sua família partiram para o exílio, onde o Rei morreu em 1932.
Teófilo Braga, foi presidente do Governo Provisório Republicano até às eleições, onde foi eleito Manuel de Arriaga, como primeiro Presidente de Portugal. Desiludido abandonou o cargo em 1915. Morreu dois anos depois.
Teófilo Braga foi, em 1915, eleito segundo Presidente da República.


Em 5 de Outubro de 2007, realizaram-se, como sempre, as comemorações da implantação da República. Cavaco Silva falou e, a meu ver, muito bem. Bem pelo conteúdo e bem pelo bom português que usou. Não disse “tratam-se de escolas …", como o Presidente da Câmara de Lisboa nem a maioria dos professores foram colocados…” como a Ministra da Educação. É tão bom ouvir falar a minha língua correctamente!
Também como sempre, o Governo considerou as palavras do Presidente da República como um apoio às suas políticas educativas e a Oposição como um reparo às mesmas políticas educativas. À portuguesa…

2 comentários:

Tinta_Azul disse...

Não perdoas uma, minha querida GP :)
Mas realmente, ouvir falar mal português, quando quem fala tem muitas responsabilidades, não cai nada bem.
Bjs

GP disse...

Sou exigente com os outros mas com a consciência de ser igualmente exigente comigo. Agora, a pessoa que ocupa o cargo mais alto na Educação dizer " a maioria foram..." é perfeitamente inaceitável. Imperdoável.

Beijinho