09 outubro 2007

Estão aí as praxes

Tive que ir hoje a um centro comercial e respectivo hipermercado. No meu percurso, que não foi grande, cruzei-me com grupos de jovens em pijama e chinelos. Demorei uns segundos para entender aquela palhaçada mas logo percebi que estamos no início de um ano lectivo. Os alunos do superior têm o poder na mão. E usam-no contra os seus colegas caloiros. Caloiros que não são suficientemente adultos para dizer não à estupidez da praxe. O meu sistema nervoso deu logo sinal. Detesto praxes. Detesto praxistas. Detesto carneiradas de caloiros. Detesto que me digam que a finalidade da selvajaria da praxe é a inserção dos jovens alunos.
A praxe foi uma tradição coimbrã, quando Coimbra era uma pequena cidade estudantil. Tudo o resto eram toscas imitações. Hoje em dia a praxe está deslocada, não tem qualquer justificação, é estúpida e selvagem. Não há razão de espécie alguma que justifique a humilhação de pessoas. Pôr os caloiros a quatro, feitos animais, a dizer obscenidades, colocar-lhes bosta na cara, obrigá-los a tirar a roupa ou a simular actos sexuais, mergulhá-los em tanques públicos são algumas das idiotices que os alunos mais velhos têm feito aos caloiros. Mais grave. Fazem-no com orgulho e ainda acham graça. Tudo isto se passa perante o silêncio de toda uma sociedade Eu tenho feito o que posso. Mostro aos jovens, que me vão passando pela mão, que dizer não a idiotices é sinal de maturidade. E vou escrevendo a minha indignação...
E o mais grave disto tudo é que estes “líderes” estudantis vão ser os futuros deputados, presidentes de Câmara, primeiros-ministros e presidentes da República. Veja-se os curricula dos que lá estão agora. E que vão usar o poder com a mesma sem vergonha com que o fizeram com os seus colegas caloiros.
Mas isto é como as touradas. Há quem goste…

8 comentários:

CAP CRÉUS disse...

Há quem goste e não há ninguém que faça alguma coisa contra!

Eric Blair disse...

Eu grito. Juntamente contigo, eu grito.
Já, agora, os caloiros até levam a mal se não são praxados...

GP disse...

cap créus
Os que mandam sabem que estes patetas são eleitores... Infelizmente a política comanda tudo...

GP disse...

eric blair
Que bom! Não me sinto tão sozinha. Ainda me passou pela cabeça ser a única pessoa com uma aversão visceral aos "vestidos de zorro"...
Zorros que berram contra as propinas mas gantam balúrdios na Queima das Fitas...

LB disse...

É, é como as touradas... mesmo!

Beijinho

GP disse...

É mesmo, lb! Uma tristeza se pensarmos que estes jovens adultos são os homens de amanhã...

Beijinho

Liliana F. Verde disse...

Eu, nem gosto das touradas, nem das praxes. São tudo sinais de pura selvajaria.

GP disse...

Perfeitamente de acordo, Liliana.