28 outubro 2008

A ruralidade

Desculpem mas tenho que colocar novamente o que aqui coloquei no dia 8 de Junho de 2007. É que há quem duvide da veracidade do burro escondido.

Juro que é verdade. Juro que não é uma montagem. Esta fotografia foi tirada por mim.
Próximo de minha casa foram construídas, há pouco tempo, seis moradias geminadas. Um dia passei e não queria acreditar. É verdade. Vi exactamente o que estão vendo. A parte para jardim, onde se encontra a entrada da garagem foi transformada nisto. Não há verdes, não há garagem mas temos um poço ( que não é poço), uma nora (que poderá ser uma nora) e um burro (que possivelmente é de plástico). Mal empregada moradia!
Aos engenheiros paisagistas deixo esta sugestão... como exemplo do que de pior se pode fazer a um pouco de terra. Para mais informações contactem-me.
(texto e fotografia de 2007)

12 comentários:

Ka disse...

Graça,

Ontem deixei um comentário no post anterior e não apareceu :(

Basiocament perguntava-te a que propósito estava o burro camuflado :)
Engraçado que não me pareceu estranho este buroo e agora que falas no outro post reconheci-o de imediato!!

beijos

Graça Pimentel disse...

ka
Ontem não me chegou cá nenhum comentário teu. O que é facto é que a árvore cresceu e agora o burro está meio escondido.
Já conhecias o burro de vista... ihihih... conhecemos tantos...

beijos

mdsol disse...

eheheh Não sei se ria se chore se me desespere se me alheie. Por ora deixo-me ficar pelo verde da ilha e pelo azul do mar, pelo menos até Domingo.
Beijinhos
:)))

Graça Pimentel disse...

mdsol
Atrevo-me a sugerir-te que rias. Está tudo tão miserável neste país que o melhor é aproveitar estes pequenos nada sem interesse para rir…
E… gostos não se discutem…
beijinhos

Tinta Azul disse...

Querida Gracinha,
Eu já tive oportunidade de ver esta obra de arte!
Uma pessoa que é fica à nora ao ver estas coisas!

Beijinhos muitos
:)

Graça Pimentel disse...

tinta azul
À nora andamos todos com ou sem burros de plástico...

Beijinho grande cheio de saudades

mfc disse...

O Woody Allen tem uma frase que se aplica aqui...

"A estupidez é muito mais fascinante que a inteligência. É que a inteligência é limitada, ao passo que a estupidez não o é"!

Graça Pimentel disse...

Gostei da frase do Woody Allen, mfc. É mesmo isso.

joaquim disse...

Sei que não é muito cristã a minha pergunta, mas também há burros dentro de casa???

Mafalda disse...

Professora concordo plenamente com tudo o que escreveu, mas infelizmente...sofro muito com este atentado à VISÃO...eu sou vizinha deste burro!
Como o burro é de papel tenho esperança que uma bola de futebol resolva este nosso problema...

Graça Pimentel disse...

joaquim
Achei piada à pergunta mas não sei responder. Garanto que o mau gosto que existe fora de casa, também tem que existir dentro da dita...

Um abraço amigo

Graça Pimentel disse...

Mafalda
Temos que aguentar o burro. Ambas... A isto chama-se poluição visual.
O burro não pode ser de cartão. Se assim fosse já se tinha estragado com as chuvas. Deve ser de plástico o que faz com que dure centenas e centenas de anos. Os teus bisnetos ainda verão o burro.

beijinho